Diretrizes para a terapia

articulatória,

fonológica e grafémica



As Diretrizes consistem numa ferramenta que materializa uma proposta de registo do processo terapêutico, por parte do terapeuta da fala, como forma de síntese, orientação, organização e gestão da terapia, nas diferentes etapas do processo ((re)avaliação e/ou intervenção).

As Diretrizes integram 2 ferramentas distintas de gestão terapêutica:
  • aspectos fonémicos e grafémicos
  • aspectos fonológicos (MICT e MOTIDT)





Partilhar no Facebook