Sons d'A Relicário (material de base à metodologia)

Apesar da adaptação que todos os técnicos realizam dos materiais disponíveis no mercado, a necessidade de material técnico, concebido para finalidades específicas, aumenta à medida que os profissionais se vão especializando, tomando assim consciência das carências nesta área de intervenção.

Desta forma e sendo um dos grandes objectivos da Relicário de Sons, foi desenvolvido um produto (“Os Sons d’ A Relicário. Treino do conhecimento fonológica: associação de onomatopeias aos sons da fala”) que visa a estimulação/reabilitação do conhecimento fonológico, responsável pelo sucesso do desempenho linguístico verbal (oral e escrito).

Os Sons d’A Relicário apresentam um formato tipo “cartão” cuja frente é constituída por uma representação de determinada configuração articulatória de um som da fala, com o objectivo de evidenciar o mais possível, num plano unidimensional, a acção dos articuladores móveis e imóveis (lábios, língua, dentes e afins), a saída do fluxo de ar (oral ou nasal) e a fonte de vibração (cordas / pregas vocais). Para reforço multissensorial deste trabalho, na metade inferior do cartão, optou-se pela inclusão de uma ilustração pictográfica do som onomatopeico que irá representar o som da fala do cartão (cf. cartão proposto para o som /s/, isto é, um dos 34 cartões que integram este material, em que cada cartão = 1 som da fala).

Na arquitectura do verso dos cartões, estão representadas pictográfica e ortograficamente palavras que contêm o referido som da fala em todos os constituintes silábicos possíveis no português europeu e com todas as conversões ortográficas mais frequentes na nossa língua.

Este material baseia-se nos resultados obtidos pela investigação desenvolvida no últimos anos, indo portanto ao encontro daquilo que hoje é sabido acerca da interface “ordem natural da aquisição da linguagem” (linguagem oral – desempenho articulatório e fonológico) e “sucesso na aprendizagem da leitura e da escrita” (linguagem escrita).

Este material constitui uma ferramenta útil e subsidiária na área da Terapia da Fala, bem como na área das didácticas, por constituir um bom potencial de resposta às necessidades de apoio no ensino e na reabilitação da relação oralidade-escrita. Por este motivo, é recomendado pelo Plano Nacional do Ensino do Português (PNEP), nomeadamente na brochura “O conhecimento da língua: desenvolver a consciência fonológica”.

É ainda de destacar que os protagonistas intervenientes neste material apresentam etnias, idades e perfis clínicos distintos.

Este vídeo apresenta uma proposta de utilização dos cartões. Clique para visualizar.




Partilhar no Facebook